Pular para o conteúdo principal

Força

Em fios e fatos e partos e feitos  

Em peças e becas e portas e frestas  

Por vida, por experiência, por trauma e por morte  

Por fases, por doses, por danças e festas  

 

Se dentro se sente por fora 

A realidade exprime e embola  

Se resiste por fora e por dentro  

O ser deixa de ser por momento 

 

Quando puxa perdido querendo ir 

Quando fala, solto ao léu  

Se amarga na volta ou se perde na ida  

Mas que não para até encontrar o próprio céu  

 

Em fases e amores e colchas e panos  

Em pernas e laços e frio e choro  

Por causa de um caso, infame construto 

Por causa de outro, simples decoro 


João Vitor Gonçalves

Comentários

Postar um comentário