Pular para o conteúdo principal

Ioiô

Difíceis são os dias de uma pessoa sozinha
Vazios são os momentos daquele que não tem ninguém
O amor que se disponibiliza pelo mundo, não são todos que querem pegar
E o amor que ofereço dentro de mim é difícil de se aceitar.

Às vezes a solidão se diminui, com um momento de felicidade
Mas ele logo se esvai, sem nem deixar um resto.
Esse vai e vem se torna rotina, mas no final o vazio vence a briga
E cansado de lutar, meu coração para em manifesto.

Porém depois de tanto procurar, sem nem saber o que procurava
Em meio a tanto caos, meu porto seguro ali estava.
Um amor que escolhi sentir e que me encheu da esperança
De que o ioiô em meu peito iria parar com sua dança.

Grato sou por você, que me completou mesmo sem saber
E que, mesmo estando longe, continua em meu ser.
Sei que é exagero, mas me defendo com a licença de estar em uma poesia
Muito obrigado por cortar a corda do meu ioiô, que eu achava que ninguém faria.


João Vitor Gonçalves 

Comentários