Pular para o conteúdo principal

Benquerença


Toma-me a mim como se fossemos um só
Traga-me teus monstros
Entregue-me teus desejos
Que, com todo meu coração, desvelarei até ajudar-te

Com tudo que me foi revelado
Com todo amor a mim confiado
Me entregarei por completo
A tudo que me delegastes

Pois com meu amor, que já tens por inteiro
Me colocarei em nós
Como uma criança se lança no colo de seus pais
Com todo coração que já a mim não pertence

Portanto traga-me teus monstros
Entrega-me teus desejos
Que contigo estarei
Até que finde nossos fôlegos
E até que não passarmos de no céu lampejos


João Vitor Gonçalves 

Comentários